quarta-feira, março 15, 2006

EU SOU COMO UM PASSARINHO QUE ATE NA GAIOLA CANTA

Canta rouxinol canta
Não me dês penas
Cresce girassol cresce
Entre açucenas
.
Fausto, Lembra-me um sonho lindo
.
Uma coisa que quase ninguem sabe a meu respeito e que gosto de cantar quando estou sozinha, cancoes cheias de emocao. Gosto especialmente de cantigas alentejanas, de cancoes napolitanas, da america latina e de blues. Muitas vezes choro e canto ao mesmo tempo, nao sei se comovida pela beleza se pela forca das palavras e dos sentimentos.
Nunca canto nada que seja moderno e sofisticado porque cantar e uma coisa do coracao, e o meu coracao e antigo e simples.

8 Comments:

At 5:44 da manhã, Blogger Patrícia said...

e grande tambem!
Beijos

 
At 10:18 da manhã, Blogger ana said...

Acho muito bonito o que escreveste, e daqui a uns meses isso vai ganhar uma dimensão completamente nova, como me aconteceu a mim com o hábito de dançar sozinha pela casa fora - e de acompanhar as músicas todas da telefonia.

 
At 12:02 da tarde, Blogger azuki said...

...o teu coração é antigo e simples

:)

 
At 12:32 da tarde, Blogger MetisAlfa said...

responde ao meu mail ou aparece no msn, pleeeasssseeeeeeeee!!! e nao sabia q cantavas musica napolitana - tens q me explicar isso melhor... nao sei pq mas esta a ser dificil imaginar! ;-P

 
At 4:31 da tarde, Blogger Joana said...

eu telefono-te Metis, sossega rapariga que vais ter o teu queijinho.Quanto a nao me imaginares a cantar, nao me admira...canto com muita emocao mas pouca afinacao, e quase sempre sozinha.

 
At 4:40 da tarde, Blogger Keila Vieira said...

Minha avó cantava assim também. Sempre sozinhasn, mas de certa forma todos a ouviam. Um belo hábito.

Abraço

 
At 10:26 da tarde, Blogger RAA said...

Cara Joana: já lhe respondi no «Abencerragem» à pergunta do rouxinol, que não encontrei. Este comentário é só para dizer que essa música do Fausto é impressionante, e que, apesar de eu preferir músicos como o Sérgio Godinho ou o José Afonso, o «Por Este Rio Acima» é dos melhores discos de sempre da música portuguesa.

 
At 8:22 da tarde, Blogger Gabriel said...

oushê!Tava difícil comentar aqui! Ou era minha conexão, enfim...
É sim. As melhores coisas são as antigas e as simples. Como os blues. Cantores solitários arrancando a melodia do coração, não é esta a essência?
E se está sozinha, a afinação´não é lá grande problema. Pode ser chateador, mas diz o ditado quem canta seus males espanta. Ou, parodiando o outro (que ninguem sabe quem é): podem prender, mas não podem calar.
(Não ligue para a prolixidade, foram tantas coisas que pensei até a pagina carregar...)
Um beijo
ps: letrinhas daqui debaixo: jaomr (quase!)

 

Enviar um comentário

<< Home